Quem pode ser um doador de sangue?

No Dia Nacional da Doação de Sangue, saiba como se tornar um doador

Doar sangue é um ato de amor ao próximo. Você sabia que cada bolsa doada tem 450 ml de sangue e pode salvar a vida de até quatro pessoas?

Para doar você precisa:

– Ter entre 18 e 69 anos de idade;

– Estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;

– Pesar acima de 50 kg;

– Apresentar documento de identidade com foto;

– Estar se sentindo saudável, ou seja, ter repousado bem na noite antes da doação e ter feito refeições leves;

– Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 24 horas.

Você só não poderá doar se:

– Tiver ou já teve as seguintes doenças: hepatite após os 11 anos de idade; hanseníase; hipertireoidismo e tireoidite; doenças auto-imunes; doença de Chagas; Aids; problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista); diabetes; câncer.

– Fez ou faz uso de alguma droga ilícita nos últimos 12 meses;

– Mantém relações sexuais de risco;

– Gestantes.

Para encontrar um hemocentro próximo a você, acesse o site da Fundação Pró-Sangue.

Fonte: Fundação Pró-Sangue

Sintomas do câncer de próstata

Veja quais são as principais maneiras de identificar a doença.

O Novembro Azul tem o mesmo objetivo do Outubro Rosa: levar a discussão para o dia a dia e aumentar o conhecimento sobre o assunto.

Este mês é dedicado para conscientização sobre o câncer de próstata, que conta com a estimativa de que, em 2016, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer, teriam sido diagnosticados 61 mil novos casos no país.

Se o homem tem o hábito do check-up anual, com certeza saberá se tem algo diferente no corpo., mas o diagnóstico da doença é feito através do exame de sangue de PSA e do toque retal, solicitados pelo urologista.

Mas a doença também pode ser percebida com alguns sintomas, veja:

– Dificuldade para urinar;

– Urinar frequentemente;

– Dores na lombar, na região das costas, e até coxas e quadris;

– Sensação de que você acabou de urinar e parece que ainda tem xixi na bexiga;

– Resíduos de sangue na cueca e no xixi;

– Dor ao ejacular.

Geralmente, o tratamento pode ser feito com cirurgia, radioterapia ou quimioterapia, dependendo do estágio da doença. Procure um médico caso sinta algum desses sintomas ou algo que não é o de costume no seu corpo.

Fonte: Tua Saúde/ Blasting News Br/ Hospital de Câncer de Barretos/ / Uol

 

7 dicas para dormir bem

Dormir bem é essencial para ter um dia a dia mais saudável

Nada melhor que chegar em casa depois de um longo dia, dormir profundamente e acordar renovado no dia seguinte.

Mas o sono não assume apenas esse papel revigorante: ele tem diversas outras funções essenciais para o nosso organismo. Cada um tem o seu tempo de sono, e isso deve ser respeitado.

O sono de qualidade ruim desorganiza o metabolismo e prejudica a síntese de alguns hormônios, favorecendo diversas doenças, como obesidade e depressão.

Lá vão algumas dicas para dormir bem:

  1. Deite e levante nos mesmos horários todos os dias. Isso ajuda o organismo ganhar uma rotina;
  2. Vá para cama somente na hora de dormir;
  3. Escolha um ambiente favorável para o sono;
  4. Não consuma álcool e cigarro perto do horário de deitar;
  5. Não faça uso de medicamentos para dormir sem prescrição médica;
  6. Olho na dieta, não exagere no café, chá e refrigerante. E evite alimentos pesados à noite também;
  7. Faça uma atividade física e de preferência não muito perto da hora de dormir.

Como identificar abuso de um idoso

Abuso físico, psicológico e até financeiro podem abalar muito a vida de uma pessoa

Em qualquer idade, as pessoas merecem respeito, imagine então aquelas que já viveram tanto? Os idosos ficam mais vulneráveis e muitas vezes dependentes de outras pessoas, que acabam se aproveitando dessa situação fragilizada.

O abuso de idosos é mais comum que podemos imaginar, e esta violação dos direitos humanos levou a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPEA) instituírem o dia 15 de junho como o Dia Mundial de Conscientização da Violência à Pessoa Idosa.

Como existem muitas formas de abuso, saiba mais sobre o assunto abaixo. Talvez você possa ajudar alguém que está precisando:

  • Abuso emocional: Ocorre quando alguém afeta de maneira psicológica a pessoa idosa, de maneira verbal ou não-verbal, com gritos e ameaças a um idoso, ou humilhação e intimidação.
  • Abuso por negligência: Ocorre quando o cuidador (entende-se aqui como filho, enfermeiro, responsável pelo idoso) falha em cumprir suas obrigações. Neste caso, vale reparar se o idoso não está se alimentando direito ou se está sendo medicado corretamente ou se não é possível manter a higiene do próprio idoso e do lugar que ele vive.
  • Abuso financeiro: Aqui é identificado pelo uso sem aprovação e ilegal dos fundos e propriedades da pessoa idosa. Isso pode ser feito por um cuidador, um membro da família ou uma terceira parte. Existem muitos tipos de abuso financeiro, todos que envolvem pegar coisas do idoso sem sua permissão, sejam bens, posses ou dinheiro. Como usar o cartão de crédito, documentos ou fazer um falso investimento para pegar o dinheiro da pessoa idosa.
  • Abuso social: Ocorre quando um idoso é mantido isolado da interação com as outras pessoas. Ou seja, confinar o idoso a uma certa área ou local, ou proibir de ver outras pessoas, até o simples impedimento de usar o telefone, internet ou outro meio de comunicação.
  • Abuso físico: O mais visível dos abusos envolve danos físicos ao idoso, que acontece quando a força é usada para puni-lo de alguma forma. Bater, dar tapas ou chutar o idoso e usar cordas ou fios para limitá-los.

Caso suspeite que uma pessoa idosa está sendo abusada, não tenha medo de denunciar! Existem alguns números e serviços que podem ser contatados, muito são feitas de forma sigilosa, veja algumas opções:

– Os Conselhos Estaduais para a Defesa da Pessoa Idosa

– A Secretaria Nacional de Defesa dos Direitos Humanos: Disque 100

– Centros Locais de Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa

– Dique Denúncia: Disque 181

Os benefícios da dança de salão

Quer dançar comigo?

Exercício sim! A dança de salão é uma excelente atividade física e social que deixa as pessoas muito mais felizes, além de também deixar o corpo em forma, com as curvas mais acentuadas.

Veja alguns desses benefícios:

  • Mudança de comportamento: a atividade contribui para que as pessoas se tornem mais comunicativas, extrovertidas, sintam vontade de estar entre amigos e ainda participarem de mais atividades públicas, como baladas e barzinhos.
  • Atividades que estimulam: O prazer e o entusiasmo passam a fazer parte da vida das pessoas que praticam a dança de salão! É contagiante! Pode perceber que muitos casais passam a se relacionar melhor depois que começam na dança de salão e se tornam mais parceiros e cúmplices no dia a dia, descobrindo a importância da vida a dois.
  • Equilíbrio emocional: Ao deixar o corpo em forma, a pessoa passa automaticamente a melhorar sua autoestima. E “estar em forma” não significa somente emagrecer, mas contribui para inúmeros fatores da saúde, como o estímulo da circulação do sangue, melhoria da capacidade de respiração, proporciona maior flexibilidade aos membros, entre outros.
  • Calorias perdidas: Já que falamos em perda de peso, olha só a quantidade de calorias perdidas em 1 hora de aula de dança, dos principais ritmos:
  • Bolero: 354 calorias
  • Samba de gafieira: 470 calorias
  • Samba rock: 594 calorias
  • Salsa: 590 calorias
  • Tango: 474 calorias
  • Forró: 474 calorias

E você? Já pratica dança de salão? Ainda não? O que está esperando para começar e ser muito mais feliz?

5 dicas para o folião

Cuidados que todos devem ter nos dias de Carnaval

O Carnaval é uma época de muita alegria e descontração. Todos querem aproveitar ao máximo.

Apesar da animação da galera, essa é uma época em que os cuidados não podem ser esquecidos. Veja algumas dicas:

  1. Se beber, não dirija: É uma lei conhecida por todos, mas no período de Carnaval o índice de embriaguez aumenta muito. A dica é simples e pode salvar muitas vidas: use táxi, Uber, Cabify e outros aplicativos que ajudam a se locomover. Ou o bom e velho ônibus e metrô. Assim todos vão e voltam em segurança!
  2. Hidrate-se: É verão no Brasil, ou seja, calor quase garantido. Com as festas as pessoas deixam a água de lado, mas nessa época de calor e com o abuso de bebidas alcoólicas, a água é imprescindível, pois o álcool desidrata mais rápido ainda o corpo.
  3. Alimente-se: A curtição é boa e a alimentação só vem quando a fome já está falando alto. Dê preferência para alimentos saudáveis, integrais, vegetais e frutas. Eles são leves e ricos em nutrientes e sustentam bem durante o dia de festa.
  4. Sexo seguro: Em meio à empolgação as pessoas acabam não dando importância para o uso do preservativo, e isso pode causar uma série de DSTs ou uma gravidez indesejada. Portanto, use camisinha!
  5. Protetor Solar: como já citamos, o verão está no auge e todo cuidado com a pele é pouco. O uso regular do bloqueador é mais que necessário. Cuidado com as queimaduras e a insolação!

Cuide da sua saúde e evite que a folia termine antes do tempo! Bom Carnaval! 😀

5 Dicas para tratar queimaduras de sol

Saiba como aliviar a pele após a exposição solar

Quem nunca sofreu os efeitos do excesso de exposição ao sol?

A recomendação é sempre evitar a exposição ao sol sem proteção solar para não sofrer com as temidas queimaduras, e passar o bloqueador 30 minutos antes de se expor ao sol, reaplicando-o a cada duas horas ou após entrar na água. Boné, chapéu e óculos de sol também são itens obrigatórios para os dias mais intensos. Evitar ficar no sol das 10h às 16h também é altamente recomendado.

Conviver com queimaduras de sol não é nada agradável, a pele arde até mesmo ao tomar banho. Veja algumas dicas caseiras para aliviar os efeitos das queimaduras solares:

  1. Chá de Camomila Gelado – A camomila possui efeito calmante e pode ajudar a diminuir a vermelhidão e a ardência na pele. Prepare o chá de camomila normalmente e coloque o líquido na geladeira. Depois é só fazer compressas sobre as áreas mais afetadas.
  2. Amido de Milho – Ele absorve o suor e o calor da pele, além disso, cria uma fina película na pele para que ela se recupere mais rapidamente. Experimente preparar um banho com água fria e adicionar duas ou três colheres de sopa de amido de milho.
  3. Iogurte – A lactose presente no iogurte hidrata a pele e acelera o processo de cicatrização. Coloque o iogurte na geladeira antes de aplicar na área da pele que está queimada do sol. O iogurte ajuda a aliviar os efeitos de queimaduras moderadas.
  4. Óleo de calêndula – É recomendado para áreas sensíveis como o rosto. O óleo de calêndula nutre a pele e ajuda no processo de cicatrização. Ele diminui o aspecto de vermelhidão da pele.

Não se esqueça: sempre use filtro solar e avise seu dermatologista sobre queimaduras mais graves.

Como limpar travesseiros

Saiba como deixar seu companheiro de todas as noites bem limpinho

Nós transpiramos muito enquanto dormimos, e o travesseiro acaba absorvendo o suor e a oleosidade da nossa pele. Além de se alojarem no interior do acessório, esses resíduos ocasionam ainda a presença de germes, ácaros e bactérias. O ideal então é lavar os travesseiros pelo menos uma vez a cada seis meses para remover impurezas e manchas de transpiração.

Fazer limpeza de travesseiros é fácil, já que a maioria desses acessórios pode ser lavado na máquina, como os travesseiros de penas e os de poliéster. De qualquer maneira, antes de colocar o travesseiro para lavar, sempre verifique a etiqueta para certificar-se sobre algum tipo de restrição de lavagem.

Retire a fronha, capa protetora e coloque o travesseiro na máquina, posicionando-o na vertical – não é recomendável lavar mais do que dois travesseiros por vez. Lave-os em água fria, no ciclo de lavagem suave e de preferência com sabão líquido.

Após lavar o travesseiro, é importante secá-lo bem para evitar odores. Você pode centrifugá-lo na máquina e, em seguida, pendurá-lo no varal para secar ao sol. Uma dica é afofá-lo bem de hora em hora, para fazer com que todo o seu interior fique bem sequinho.

Para manter o seu travesseiro higienizado durante esse período de seis meses, uma boa ideia é colocá-lo para arejar ao sol por quinze minutos, uma vez por mês.

Novembro Azul

O “Novembro Azul” é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades, dirigida à sociedade e aos homens, sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas.

Para os homens, o câncer de próstata é uma doença muito frequente, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma.

Estatísticas apontam que a cada seis homens, um é portador da doença. O Novembro Azul é uma iniciativa que já faz parte do calendário nacional das campanhas de prevenção no Brasil e seu objetivo é combater a doença e, principalmente, motivar a população masculina a fazer exames preventivos.

Depois do aparecimento dos sintomas, mais de 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada. Por isso, é importante o exame regular através do toque retal e do PSA periodicamente.

A recomendação é que homens a partir de 50 anos procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Aqueles com maior risco da doença (história familiar) devem procurar o urologista a partir dos 45 anos. Os exames consistem na dosagem sérica do PSA e no exame digital retal, com periodicidade anual. Esta prática está relacionada à diminuição de cerca de 21% na mortalidade pela doença em estudos de grande porte e longo seguimento.

Os sintomas mais frequentes são: vontade de urinar com urgência, dificuldade para urinar e levantar várias vezes à noite para ir ao banheiro, dor óssea, queda do estado geral, insuficiência renal, dores fortes, entre outros.

Fonte: Sociedade Brasileira de Urologia

5 maneiras para parar de fumar

Hoje é Dia Nacional de Combate ao Fumo. Pode ser uma data importante para te incentivar a mudar de vida!

Para parar de fumar é importante decidir por iniciativa própria terminar com a dependência. Querer mudar é parte fundamental.

Quando se é fumante precisa estar ciente que está mais propenso a ter algumas complicações de saúde. O consumo de derivados do tabaco causa cerca de 50 tipos de doença, principalmente as cardiovasculares, como infarto e angina, câncer no pulmão, na garganta, na língua e doenças respiratórias crônicas, como enfisema e bronquite.

O importante é você querer, para isso te damos algumas dicas para virar essa página em sua vida:

  • Definir uma época para deixar de fumar: É fundamental definir uma data ou um período para deixar completamente o cigarro.
  • Retirar objetos relacionados com o cigarro: Comece por tirar de casa e do trabalho todos os objetos relacionados ao cigarro, como cinzeiros, isqueiros ou pacotes de cigarro velhos.
  • Evitar o cheiro: Assim que decidir coloque todos os objetos que podem ter cheiro para lavar. Roupas, cortinas, lençóis, toalha…
  • Fazer atividades agradáveis: Quando a vontade de fumar vier, é importante que o fumador se distraia, fazendo atividades que lhe dê prazer e substitua o sentimento de perda, por exemplo, passear com o cachorro, correr, cantar, chupar uma bala.
  • Envolver a família e amigos: Tudo fica mais fácil quando se tem apoio. Pessoas que respeitam os sintomas da abstinência, ansiedade e mal humor por exemplo. Além de evitar encontros em lugares que com certeza haverá pessoas fumando.

Não resista em procurar ajuda de um psicólogo ou de um médico. É sua saúde que está em jogo!