6 Revestimentos que facilitam a limpeza da casa

Vai fazer uma reforma? Escolha opções de materiais que ajudem futuramente!

A escolha de materiais adequados permite que a sujeira não fique impregnada nas paredes, chão e outros ambientes. Muitas pessoas trabalham o dia inteiro e praticidade é palavra chave quando chega em casa.

Então, eleger os materiais certos para colocar em casa ajuda a diminuir as horas gastas em limpeza e permite mais tempo livre para cumprir outros compromissos e para o lazer.

  • Piso da sala: O piso vinílico é perfeito para este ambiente, este revestimento apresenta boa tolerância à água e produtos químicos.
  • Pisos para cozinha: O piso porcelanato fica bem na cozinha, tanto pelo visual estético quanto pelo funcional, já que é um material fácil de limpar. Pode ser utilizado produtos de limpeza sem danificado e apresentar problema com a umidade.
  • Bancada da pia da cozinha: O granito é mais fácil de limpar do que o mármore. É mais difícil de ter fissuras e romper com facilidade. Além de granito ter cor mais escura é mais adequado, pois não mostra tanta sujeira enquanto tem um aspecto visual legal.
  • Banheiro: Por causa do vapor, o ideal é optar por peças maiores que sejam retificadas. É recomendado revestimentos em cerâmica e porcelanato.
  • Quintal: É importante escolher um piso para o quintal e piso para garagem que não seja escorregadio. Peças cerâmicas, granelites e tecnocimento, que é um cimento queimado, são interessantes para esta área. É importante estar atento ao índice de resistência de atrito.
  • Tinta: A parede também precisa de cuidado especial, é recomendado o uso de tinta acrílica, pois é bastante resistente à água, portanto não fica danificada na hora de ser limpa.

Limpeza após obra

A reforma terminou, mas e agora? Por onde começar a limpar?

Calma, vamos te ajudar!

Duas regras básicas para começar: primeiro remova a cobertura dos móveis para não sujar o chão. Depois recolha todo lixo e resíduos e leve tudo para fora.

Limpe sua casa de cima para baixo e da parte mais afastada até a entrada onde você estiver recolhendo o lixo.

Feito isso, por mais caprichosas que sejam as pessoas que trabalharam com você, sempre tem uma manchinha onde não devia. É muito comum encontrar manchas de tinta no chão ou nos azulejos depois da pintura da casa. Para retirá-las, você vai precisar de um removedor de tinta. Primeiro leia as instruções no rótulo e certifique-se de que o ambiente está bem ventilado, pois o odor pode ser forte. Antes de começar, vista um par de luvas Protector da Spontex e faça um teste numa área pequena e imperceptível, para evitar novas manchas. Aplique o produto somente na área afetada.

Outro problema frequente é a poeira que fica nos armários, prateleiras e lustres. Em alguns casos, um pano úmido, o nosso Pano Resist, pode te ajudar a resolver. Porém, se houver outros resíduos além de poeira, use um produto cremoso, que pode ser aplicado para limpar e desinfetar as mais diversas superfícies e remove as sujeiras mais difíceis.

Agora você pode curtir seus cômodos reformados tranquilamente!

Tipos de luminária para sua casa

Seja por motivos de vontade ou necessidade, é sempre bom conhecer um pouquinho sobre decoração.

O tema da vez é luminária. A Spontina já comentou várias vezes da importância da luz para casa: durante o dia, janelas abertas e com claridade são o ideal para manter a casa mais viva. Mas e quando chega a noite?

Nesse caso, as luminárias dão o ar da graça e, além de trazerem beleza, trazem conforto e segurança para o seu lar.

Conheça alguns tipos e descubra qual se encaixa melhor na sua casa:

Embutida: são as luminárias de embutir no forro. Transferem um visual limpo no teto formando um ambiente clean. Existem diversos tipos, com ou sem fechamento em acrílico ou vidro, direcionáveis ou fixas. Utilizadas em todos os ambientes desde que tenham forro para poder embutir.

Pendente: luminárias decorativas pelo seu design são penduradas e presas por cabos, ideais em ambientes que tenham pé direito médio a alto. Utilizadas geralmente sobre mesas de jantar, bancadas, aparadores. Dão um toque decorativo especial no ambiente se misturar com outros tipos de luminárias.

Lustre: luminária pendente de alto poder decorativo, muito utilizada em salas de estar ou jantar, hall de entrada, para se complementar a decoração. São frequentemente ornamentadas com detalhes pendentes em vidro ou cristal que refletem a luz e dão um visual único, com muito brilho e classe.

Spot: luminária com aspecto funcional, seu foco de luz é centrado e direcionado, ideal quando se pretende iluminar peças decorativas (quadros, esculturas, obras de arte), sendo, portanto, pouco recomendado para iluminar ambientes. Quando se quer destacar uma peça decorativa no ambiente, este é o tipo indicado de luminária.

Abajur: luminária apoiada sobre uma superfície (mesa, criado-mudo). Sua luz é difusa. Possui uma cúpula que recobre a lâmpada atenuando a intensidade de luz, tornando o ambiente aconchegante. Muito utilizada em residências, bares e restaurantes onde se quer criar um clima aconchegante e confortável.

Luminária de pé: luminária também para leitura ou apenas decoração, esta possui base própria dispensando apoio, podendo assim ser colocada diretamente no piso. Utilizada em sala de estar, biblioteca.

Fonte: Revista Casa Vogue