6 Revestimentos que facilitam a limpeza da casa

Vai fazer uma reforma? Escolha opções de materiais que ajudem futuramente!

A escolha de materiais adequados permite que a sujeira não fique impregnada nas paredes, chão e outros ambientes. Muitas pessoas trabalham o dia inteiro e praticidade é palavra chave quando chega em casa.

Então, eleger os materiais certos para colocar em casa ajuda a diminuir as horas gastas em limpeza e permite mais tempo livre para cumprir outros compromissos e para o lazer.

  • Piso da sala: O piso vinílico é perfeito para este ambiente, este revestimento apresenta boa tolerância à água e produtos químicos.
  • Pisos para cozinha: O piso porcelanato fica bem na cozinha, tanto pelo visual estético quanto pelo funcional, já que é um material fácil de limpar. Pode ser utilizado produtos de limpeza sem danificado e apresentar problema com a umidade.
  • Bancada da pia da cozinha: O granito é mais fácil de limpar do que o mármore. É mais difícil de ter fissuras e romper com facilidade. Além de granito ter cor mais escura é mais adequado, pois não mostra tanta sujeira enquanto tem um aspecto visual legal.
  • Banheiro: Por causa do vapor, o ideal é optar por peças maiores que sejam retificadas. É recomendado revestimentos em cerâmica e porcelanato.
  • Quintal: É importante escolher um piso para o quintal e piso para garagem que não seja escorregadio. Peças cerâmicas, granelites e tecnocimento, que é um cimento queimado, são interessantes para esta área. É importante estar atento ao índice de resistência de atrito.
  • Tinta: A parede também precisa de cuidado especial, é recomendado o uso de tinta acrílica, pois é bastante resistente à água, portanto não fica danificada na hora de ser limpa.

5 cuidados com pisos laminados

Porque cada detalhe da nossa casa é importante, inclusive o chão!

O piso laminado é sinônimo de conforto e praticidade, mas exige cuidado especial para conservar a beleza do revestimento. Veja estas dicas:
  1. Para começar a limpeza do seu piso, retire o excesso de pó e sujeira com uma vassoura de cerdas macias. Depois, aplique um copo de álcool para 1 litro de água e sabão neutro, umedeça um pano e passe diretamente na área suja.
  2. Se tiver alguma sujeira pontual, o ideal é usar uma Esponja Suave da Spontex com um pouco de detergente líquido neutro.
  3. Depois de deixar o seu piso laminado limpo, você precisa ficar atenta a outros modos de conservação. Como, por exemplo, não arrastar os móveis, principalmente durante a limpeza. Se precisar mudar algo de lugar, proteja os pés e bases com feltro ou borracha para evitar o aparecimento de riscos e manchas.
  4. Nunca utilize material cortante ou abrasivo, cera ou enceradeiras elétricas, esponja de aço, lixa ou produtos à base de silicone, pois promovem a formação de uma camada de gordura sobre o piso, que irá dificultar sua limpeza.
  5. E, se for fazer alguma obra ou pintura, cubra o seu piso laminado com papelão para não ocasionar riscos.

Mãos à obra!

Cuidados com pisos de madeira

Queridinho nas casas brasileiras, eles precisam de uma atenção para se manter sempre lindos

Apesar de lindo, o piso de madeira é um dos mais sensíveis e pode sofrer com alterações climáticas. Na hora de escolher, prefira cores escuras e um tipo mais resistente como, por exemplo, a peroba.

Bem, agora pensando em limpar e cuidar do piso, antes é preciso identificar o tipo de madeira, que pode ser natural ou laminada. Se a madeira é natural, o cuidado deve ser redobrado e não dá para passar produtos como álcool, querosene e outros solventes, inclusive a água, que pode remover os rejuntes e estragar o piso. Para limpar, basta um pano seco ou um aspirador de pó.

No caso dos pisos laminados, um pano úmido é o suficiente. Não é recomendado passar produtos com silicone, cera ou saponáceos. A vantagem é não precisar se preocupar com cupins, pois eles são fabricados com resinas sob altas temperaturas.

E quando o piso não tem mais jeito e pede revitalização, é fundamental buscar auxílio profissional. O piso deve ser lixado e aí vem a aplicação da seladora e do verniz. E se o problema for infestação de cupins, o sinteco é uma boa alternativa, mas o melhor é consultar quem entende do assunto. Em algumas situações, é necessário até substituir parte do piso.