Dedetização não é tudo igual, sabia?

Descubra o melhor processo para o seu caso

Se tem uma coisa que incomoda são bichinhos que se proliferam pela casa, não é mesmo? Ratos, formigas, cupins, baratas… eles não são visitas muito desejáveis. Esses animais causam grande incômodo quando há uma proliferação, além de alguns deles serem transmissores de doenças como, por exemplo, o aedes aegypti.

Para acabar com esse problema, existem alguns tipos de dedetização feitos por empresas especializadas. Assim você terá a garantia que o serviço será feito de forma segura tanto para as pessoas quanto para os pets da casa.

E você sabia que existem algumas classificações para esse serviço? Muita gente acha que dedetização, desratização e descupinização são a mesma coisa. Mas a realidade é que para cada tipo de situação, seja um problema com rato, cupins ou outros insetos, o serviço muda, alterando assim os termos também. A dedetização serve para terminar o seu problema com insetos em geral. A desratização, para os ratos. E a descupinização, para cupins. Também há serviços para controle de morcegos e pombos, porém, vale lembrar que é proibido matar esses animais por lei.

Antes de decidir a empresa, cheque se ela possui um profissional técnico legalmente habilitado, qualificado e presente nas rotinas de trabalho para atender as necessidades que procura. Verifique também se a empresa possui as certificações necessárias, inclusive se está dentro das exigências da Anvisa e é associada à APRAG (Associação dos Controladores de Pragas Urbanas). Além, claro, de buscar referências de outros clientes que utilizaram os serviços, evitando assim transtornos e dores de cabeça.

Fonte: Polinseto/ Insetan/ Império Dedetizadora