Quem pode ser um doador de sangue?

No Dia Nacional da Doação de Sangue, saiba como se tornar um doador

Doar sangue é um ato de amor ao próximo. Você sabia que cada bolsa doada tem 450 ml de sangue e pode salvar a vida de até quatro pessoas?

Para doar você precisa:

– Ter entre 18 e 69 anos de idade;

– Estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;

– Pesar acima de 50 kg;

– Apresentar documento de identidade com foto;

– Estar se sentindo saudável, ou seja, ter repousado bem na noite antes da doação e ter feito refeições leves;

– Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 24 horas.

Você só não poderá doar se:

– Tiver ou já teve as seguintes doenças: hepatite após os 11 anos de idade; hanseníase; hipertireoidismo e tireoidite; doenças auto-imunes; doença de Chagas; Aids; problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista); diabetes; câncer.

– Fez ou faz uso de alguma droga ilícita nos últimos 12 meses;

– Mantém relações sexuais de risco;

– Gestantes.

Para encontrar um hemocentro próximo a você, acesse o site da Fundação Pró-Sangue.

Fonte: Fundação Pró-Sangue

Sintomas do câncer de próstata

Veja quais são as principais maneiras de identificar a doença.

O Novembro Azul tem o mesmo objetivo do Outubro Rosa: levar a discussão para o dia a dia e aumentar o conhecimento sobre o assunto.

Este mês é dedicado para conscientização sobre o câncer de próstata, que conta com a estimativa de que, em 2016, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer, teriam sido diagnosticados 61 mil novos casos no país.

Se o homem tem o hábito do check-up anual, com certeza saberá se tem algo diferente no corpo., mas o diagnóstico da doença é feito através do exame de sangue de PSA e do toque retal, solicitados pelo urologista.

Mas a doença também pode ser percebida com alguns sintomas, veja:

– Dificuldade para urinar;

– Urinar frequentemente;

– Dores na lombar, na região das costas, e até coxas e quadris;

– Sensação de que você acabou de urinar e parece que ainda tem xixi na bexiga;

– Resíduos de sangue na cueca e no xixi;

– Dor ao ejacular.

Geralmente, o tratamento pode ser feito com cirurgia, radioterapia ou quimioterapia, dependendo do estágio da doença. Procure um médico caso sinta algum desses sintomas ou algo que não é o de costume no seu corpo.

Fonte: Tua Saúde/ Blasting News Br/ Hospital de Câncer de Barretos/ / Uol

 

Qual criança você foi na infância?

Quietinha? Muito levada? Nerd? Com uma imaginação muito fértil? O sucesso da turma?

Relembre como foram os anos da sua infância! E não esquece de contar pra gente qual o resultado!

1 – Você gostava de brincar com seus amigos ou sozinho?

A – Brincar com poucos amigos.

B – Brincar com todos os meus amigos.

C – Brincar sozinha era mais legal.

 

2 – Você tinha muitos brinquedos?

A – Poucos, não muitos.

B – Sim, adorava brinquedos.

C – Preferia tecnologia e TV.

 

3 – Como sua família conta a sua infância?

A – Bem feliz e calma.

B – Fazia a maior bagunça na casa.

C – Tinha vergonha até da minha sombra.

 

4 – Você preferia que tipo de brincadeira?

A – Brincadeiras de lógica e raciocínio.

B – Preferia as agitadas e as de correr

C – Bonecas e carrinhos.

 

5 – Você gostava de ser criança?

A – Sim, sempre amei minha infância.

B – Foi a melhor época da minha vida!

C – Prefiro o futuro do que o passado.

 

Maioria A – Só gosto da minha galera

Você foi aquela criança de poucos, mas bons amigos. Tanto que você conta com eles até hoje. Aproveitou bastante, mas nunca deu dor de cabeça ao seus pais.

Maioria B – O rei da turma!

Você mandava em todo mundo, inventava todas as brincadeiras e vira e mexe estava de castigo porque sempre aprontava além da conta. Deve ter sido uma criança ativa, que gostava de brincar ao ar livre. Com certeza viveu a melhor época da vida da melhor forma!

Maioria C – Um pouco introspectivo

Bem tímida, você tinha dificuldade de fazer amizades, então muitas vezes preferia brincar sozinha ou com seus eletrônicos e livros. Por isso conseguiu desenvolver uma imaginação fértil. E deve ter passado a infância toda sem quebrar um ossinho!

Qual tipo de pai você é?

Perto de comemorar o dia do homem mais importante da nossa vida, por que não começar agora com as homenagens?

Você é um pai que tem aquele perfil mais descontraído? Ou é aquele super companheiro? Ou então é um pouco mais ríspido?

Veja em qual perfil mais se encaixa e compartilha com a gente! J

 

1) É aniversário do seu filho. Como vocês comemoram?

A) O filho ganha desde um café da manhã especial até uma super festa de aniversário. É o dia em que ele pode tudo.

B) Planeja tudo com o seu filho: se ele quer uma festa tradicional ou algo mais descontraído, quem serão os convidados…

C) Só faz festa de aniversário se ele estiver se comportando.

 

2) O que acontece quando vocês vão ao supermercado?

A) Vocês montam a lista de compras juntos e só levam o que foi combinado.

B) Seu filho sempre leva tudo o que pede, você não faz muitas restrições.

C) Com você não adianta pedir – é “não” e pronto.

 

3) Vocês decidem almoçar ou jantar fora. Como é a refeição?

A) Vocês costumam variar os lugares, dependendo do gosto de cada um, e nada de abusar.

B) É no lugar que o seu filho mais gosta e ele come o quanto quiser.

C) Você praticamente monta o prato do seu filho e, se ele não comer tudo, não tem sobremesa.

 

4) Seu filho pede um presente de Natal que você não tem dinheiro para comprar. O que você faz?

A) Explica ao seu filho que não vai comprar o que ele pediu dessa vez e pede para ele escolher outra coisa.

B) Aperta um pouco as contas e acaba comprando.

C) Seu filho provavelmente nem pediria, pois sabe qual é a resposta.

 

5) Como você reage quando descobre que o seu filho mentiu?

A) Repreende o filho, mas também precisa ouvir os motivos dele.

B) Fica decepcionado, mas perdoa, já que criança é assim mesmo.

C) Dá uma bronca ou o deixa de castigo, sem discussões.

 

6) Você conversa muito com seu filho?

A) Sim, vocês conversam sobre tudo.

B) Você procura estar com seu filho o tempo inteiro e, geralmente, conversa sobre a vida dele, coisas que ele quer…

C) Não há muito diálogo além das tarefas diárias e notas escolares.

 

7) Seu filho costuma dar chiliques para chamar a atenção? Como você reage?

A) Quase nunca, pois ele sabe que com você não funciona.

B) Ele faz manha quando quer alguma coisa e você acaba cedendo às pressões.

C) Ele nem arrisca fazer manha, pois sabe que será fortemente repreendido.

 

RESULTADO

 

Maioria A – Pai Mega Atencioso

Aquele que participa de todas as formas da vida dos filhos e, além de ensinar, é parceiro para tudo e com certeza é o melhor amigo de seu filho.

 

Maioria B – Pai Super de Boa

Aquele que é tranquilo, que prefere deixar o filho ter opinião própria e acaba cedendo um pouco demais, mas também é aquele que faz tudo para ver o seu filho sempre feliz.

 

Maioria C – Pai Muito Duro

Aquele que prefere ser mais rígido na criação para ter certeza que todos os seus valores serão passados. Muitos filhos não enxergam desta forma, mas o amor dele ultrapassa todos os limites que ele impõe.

 

 

Como identificar abuso de um idoso

Abuso físico, psicológico e até financeiro podem abalar muito a vida de uma pessoa

Em qualquer idade, as pessoas merecem respeito, imagine então aquelas que já viveram tanto? Os idosos ficam mais vulneráveis e muitas vezes dependentes de outras pessoas, que acabam se aproveitando dessa situação fragilizada.

O abuso de idosos é mais comum que podemos imaginar, e esta violação dos direitos humanos levou a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPEA) instituírem o dia 15 de junho como o Dia Mundial de Conscientização da Violência à Pessoa Idosa.

Como existem muitas formas de abuso, saiba mais sobre o assunto abaixo. Talvez você possa ajudar alguém que está precisando:

  • Abuso emocional: Ocorre quando alguém afeta de maneira psicológica a pessoa idosa, de maneira verbal ou não-verbal, com gritos e ameaças a um idoso, ou humilhação e intimidação.
  • Abuso por negligência: Ocorre quando o cuidador (entende-se aqui como filho, enfermeiro, responsável pelo idoso) falha em cumprir suas obrigações. Neste caso, vale reparar se o idoso não está se alimentando direito ou se está sendo medicado corretamente ou se não é possível manter a higiene do próprio idoso e do lugar que ele vive.
  • Abuso financeiro: Aqui é identificado pelo uso sem aprovação e ilegal dos fundos e propriedades da pessoa idosa. Isso pode ser feito por um cuidador, um membro da família ou uma terceira parte. Existem muitos tipos de abuso financeiro, todos que envolvem pegar coisas do idoso sem sua permissão, sejam bens, posses ou dinheiro. Como usar o cartão de crédito, documentos ou fazer um falso investimento para pegar o dinheiro da pessoa idosa.
  • Abuso social: Ocorre quando um idoso é mantido isolado da interação com as outras pessoas. Ou seja, confinar o idoso a uma certa área ou local, ou proibir de ver outras pessoas, até o simples impedimento de usar o telefone, internet ou outro meio de comunicação.
  • Abuso físico: O mais visível dos abusos envolve danos físicos ao idoso, que acontece quando a força é usada para puni-lo de alguma forma. Bater, dar tapas ou chutar o idoso e usar cordas ou fios para limitá-los.

Caso suspeite que uma pessoa idosa está sendo abusada, não tenha medo de denunciar! Existem alguns números e serviços que podem ser contatados, muito são feitas de forma sigilosa, veja algumas opções:

– Os Conselhos Estaduais para a Defesa da Pessoa Idosa

– A Secretaria Nacional de Defesa dos Direitos Humanos: Disque 100

– Centros Locais de Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa

– Dique Denúncia: Disque 181

Teste – Que tipo de sogra você tem?

Comemorando o dia da sogra vamos descobrir qual é o tipo que a sua faz? Prontos?

1)         Você convida a sogra para jantar na sua casa. No final…Ela elogia tudo e não se cansa de agradecer o convite.
  • A) Ela elogia tudo e não se cansa de agradecer o convite.
  • B) Ela pergunta se foi você que fez o jantar, um pouco duvidando.
  • C) Ela coloca defeito em tudo.

 

2)         Com que frequência vocês almoçam na casa da sua sogra?
  • A) Todo fim de semana.
  • B) Em datas especiais.
  • C) Raramente, só quando é estritamente necessário.

 

3)         Vocês planejam uma viagem de carro. O que a sua sogra faz?
  • A) Apoia a ideia e dá sugestões de roteiros.
  • B) Como quem não quer nada, lembra que também estará de férias no período.
  • C) Pergunta se vocês não estão gastando demais com besteira.

 

4)         Você compra uma roupa para o seu par, que não gosta. Que tipo de comentário a sua sogra faz?
  • A) Um elogio: vai dizer que seu par deve repensar as próprias preferências, pois você tem bom gosto.
  • B) Uma observação: ela vai se colocar à disposição para fazer alguns ajustes.
  • C) Uma crítica: provavelmente ela vai reforçar a opinião de seu par.

 

5)         Quando acontece um desentendimento entre o casal, sua sogra…
  • A) Chora e liga para você no dia seguinte para dar conselhos e pedir paciência com seu filho.
  • B) Sugere que vocês se acalmem e converse depois com a cabeça fria.
  • C) Diz abertamente que já sabia que a relação de vocês não ia dar certo.

 

Resultado

Maioria A: Segunda mãe.

Se bobear ela gosta mais de você do que do próprio filho. Te mima e faz você se sentir sempre à vontade e, claro, tem sua confiança total. Uma ótima relação para todos!

Maioria B: Amiga, pero no mucho.

Vocês se dão bem, gostam de passar um tempo juntas, mas enfrentam aquela barreirinha da atenção. Afinal, o bebê dela está dividindo atenção que antes era somente dela com outra pessoa. Nada melhor que saber dosar o tempo, para todos ficarem felizes.

Maioria C: Possessiva e nada parceira

O problema não é você, e sim ela amar demais o filho. Ela morre de ciúmes, e não gosta de dividir atenção dos filho com ninguém. Vale dar uma atenção especial para ela e ir aos poucos virando esse jogo.

 

Ovo de Páscoa Trufado de Colher

Veja como fazer essa delícia para a Páscoa!

Muita gente está com dinheiro mais curto, mas nem por isso quer dizer que vai faltar chocolate nesta data, não é mesmo?

O ovo de Páscoa trufado é uma das opções mais pedidas, então veja como fazer essa receita na sua própria casa.

Ingredientes:

– 150 g de chocolate meio amargo;

– 100 g de chocolate ao leite;

– 1 dose de licor de cacau;

– 1 lata de creme de leite;

– 1 colher de sopa de mel;

– Formas para ovo de Páscoa.

Pegue os 150g de chocolate meio amargo e coloque em um recipiente plástico, leve ao forno micro-ondas e deixe por aproximadamente 8 minutos ou até que derreta completamente. Feito isso, retire o chocolate do forno e coloque o recipiente sobre uma superfície de mármore, ou qualquer pedra gelada. Com a ajuda de uma espátula mexa até que a consistência engrosse e fique fria.

Agora, disponha as formas sobre a mesa e despeje uma camada de chocolate derretido, retire o excesso e leve à geladeira por aproximadamente 5 minutos, depois retire e coloque a segunda camada, repita o mesmo procedimento levando para a geladeira por mais 15 minutos ou até que a forma adquira uma cor esbranquiçada. Após este tempo, retire as formas da geladeira e desenforme cuidadosamente, reserve os ovos de chocolate.

Para fazer o recheio, coloque os 100 g de chocolate ao leite em um recipiente plástico, leve ao forno micro-ondas e deixe derreter por aproximadamente 8 minutos. Quando isso acontecer, retire do forno e acrescente à tigela 1 lata de creme de leite, 1 dose de licor de cacau, 1 colher de sopa de mel. Com a ajuda de uma colher, mexa até que a mistura fique homogênea. Deixe esfriar até que consiga colocar dentro das metades feitas anteriormente. Então, para finalizar, coloque a mistura dentro dos ovos, cubra e deixe para gelar.

Feito isso, é guardar para presentear alguém ou esperar o dia para abrir em família e se deliciar!

5 dicas para o folião

Cuidados que todos devem ter nos dias de Carnaval

O Carnaval é uma época de muita alegria e descontração. Todos querem aproveitar ao máximo.

Apesar da animação da galera, essa é uma época em que os cuidados não podem ser esquecidos. Veja algumas dicas:

  1. Se beber, não dirija: É uma lei conhecida por todos, mas no período de Carnaval o índice de embriaguez aumenta muito. A dica é simples e pode salvar muitas vidas: use táxi, Uber, Cabify e outros aplicativos que ajudam a se locomover. Ou o bom e velho ônibus e metrô. Assim todos vão e voltam em segurança!
  2. Hidrate-se: É verão no Brasil, ou seja, calor quase garantido. Com as festas as pessoas deixam a água de lado, mas nessa época de calor e com o abuso de bebidas alcoólicas, a água é imprescindível, pois o álcool desidrata mais rápido ainda o corpo.
  3. Alimente-se: A curtição é boa e a alimentação só vem quando a fome já está falando alto. Dê preferência para alimentos saudáveis, integrais, vegetais e frutas. Eles são leves e ricos em nutrientes e sustentam bem durante o dia de festa.
  4. Sexo seguro: Em meio à empolgação as pessoas acabam não dando importância para o uso do preservativo, e isso pode causar uma série de DSTs ou uma gravidez indesejada. Portanto, use camisinha!
  5. Protetor Solar: como já citamos, o verão está no auge e todo cuidado com a pele é pouco. O uso regular do bloqueador é mais que necessário. Cuidado com as queimaduras e a insolação!

Cuide da sua saúde e evite que a folia termine antes do tempo! Bom Carnaval! 😀

20 coisas que só quem tem irmão entende!

Hoje é Dia do Irmão. E só quem tem uma pessoa com quem você divide tudo, entende o verdadeiro significado da data.

Veja se você e o seu irmão combinam e se encaixam nestas situações:
  1. Ter alguém para se vestir igual durante a infância.
  2. Ter alguém que é a sua cara e seu focinho (nem todos os irmãos são parecidos, mas é legal pensar que existe alguém no mundo que foi feito com a mesma “receita” que você.)
  3. Ter alguém para pegar coisas emprestado.
  4. Sair na porrada e fazer da sala um ringue (e escutar aquele ‘’Pode parar, brincadeira de mão não dá certo.”).
  5. Entender como é ter uma relação bipolar: ele é seu melhor amigo e pior inimigo na mesma pessoa.
  6. Ter companhia em eventos chatos.
  7. Ter alguém com quem falar só com um olhar.
  8. Aprender com os erros do irmão.
  9. Ter um parceiro na hora de irritar seus pais.
  10. Brigar pelas coisas mais simples, mas com um enorme significado (vide a guerra pelo banco da frente)
  11. Ter alguém para realizar as piores ideias.
  12. E alguém que entende a loucura da sua família.
  13. Ter alguém para fofocar sempre. Seja no meio da tarde ou de noitinha antes dormir.
  14. Ter a certeza que seus filhos vão ter os melhores tios do mundo.
  15. Você vai aprender a ser sustentável, vai reaproveitar o material escolar, as roupas e sapatos do seu irmão.
  16. Geralmente vocês pensam igual, até podem achar que não, mas têm uma conexão lindamente bizarra pelo pensamento.
  17. Vocês serão confundidos mais cedo ou mais tarde. E isso normalmente vem de quem mora com vocês, seu pai, sua mãe, sua avó.
  18. Ele te faz chorar de rir. E nenhuma pessoa nessa vida vai fazer mais isso do que ele.
  19. Você dobra a quantidade amigos. Porque o seus amigos são amigos dele.
  20. Ter um companheiro para a vida toda!

5 maneiras para parar de fumar

Hoje é Dia Nacional de Combate ao Fumo. Pode ser uma data importante para te incentivar a mudar de vida!

Para parar de fumar é importante decidir por iniciativa própria terminar com a dependência. Querer mudar é parte fundamental.

Quando se é fumante precisa estar ciente que está mais propenso a ter algumas complicações de saúde. O consumo de derivados do tabaco causa cerca de 50 tipos de doença, principalmente as cardiovasculares, como infarto e angina, câncer no pulmão, na garganta, na língua e doenças respiratórias crônicas, como enfisema e bronquite.

O importante é você querer, para isso te damos algumas dicas para virar essa página em sua vida:

  • Definir uma época para deixar de fumar: É fundamental definir uma data ou um período para deixar completamente o cigarro.
  • Retirar objetos relacionados com o cigarro: Comece por tirar de casa e do trabalho todos os objetos relacionados ao cigarro, como cinzeiros, isqueiros ou pacotes de cigarro velhos.
  • Evitar o cheiro: Assim que decidir coloque todos os objetos que podem ter cheiro para lavar. Roupas, cortinas, lençóis, toalha…
  • Fazer atividades agradáveis: Quando a vontade de fumar vier, é importante que o fumador se distraia, fazendo atividades que lhe dê prazer e substitua o sentimento de perda, por exemplo, passear com o cachorro, correr, cantar, chupar uma bala.
  • Envolver a família e amigos: Tudo fica mais fácil quando se tem apoio. Pessoas que respeitam os sintomas da abstinência, ansiedade e mal humor por exemplo. Além de evitar encontros em lugares que com certeza haverá pessoas fumando.

Não resista em procurar ajuda de um psicólogo ou de um médico. É sua saúde que está em jogo!