Dentro ou fora da geladeira?

Acabe de vez com a dúvida de onde guardar os alimentos!

Chegamos do mercado ou da feira com a sacola cheia de coisas gostosas para semana ou para o mês. E sempre surgem algumas dúvidas sobre como guardar os alimentos, sem perder qualidade e nutrientes.

Um estudo do Serviço de Saúde do Reino Unido (NHS) apontou algumas recomendações sobre a melhor forma de armazenar certos alimentos:

  • Tomates: perdem o sabor se forem refrigerados, porque a produção de enzimas é reduzida.
  • Bananas: dentro da geladeira aumenta o prazo para consumo, mas precisam amadurecer do lado de fora antes.
  • Abacates: não amadurecem apropriadamente se forem refrigerados ainda verdes.
  • Ovos: é melhor mantê-los na geladeira, assim, serão armazenados a uma temperatura constante.
  • Sobras de alimentos: é preciso esperar que esfriem antes de colocá-las na geladeira, mas precisam ser consumidas em no máximo dois dias.
  • Pão: podem ressecar e até envelhecer mais rápido dentro da geladeira, mas podem ser congelados.
  • Cebolas e batatas: a geladeira não é indicado, melhor manter em um armário fresco e escuro.
  • Manteiga: mantenha no refrigerador, em especial as sem sal, mas pode ficar do lado de fora por um dia ou dois.

E como você costuma manter os alimentos em casa? Conta pra gente!

Como guardar alimentos na geladeira

Veja algumas dicas para fazer com que os alimentos durem muito mais

Dentro do refrigerador, qual é o real sentido de colocar os legumes no gavetão? Manter a cozinha organizada e colocar cada alimento no lugar correto faz bem para a saúde e também ajuda no bolso.

Como o eletrodoméstico possui zonas diferentes de temperatura, certos alimentos ficam melhor armazenados em determinados espaços. É importante ressaltar que não existe nenhuma proibição de algumas comidas não ficarem em determinado compartimento. O que existe é uma recomendação. Sendo assim, vamos abrir a geladeira e verificar quais alimentos devem ficar em cada compartimento:

  • Porta: Por conta do “abre-fecha”, essa região é onde ocorre a maior variação de temperatura. O recomendado é colocar alimentos que não serão prejudicados pela mudança, como sucos, água, molhos, condimentos e conservas.
  • Primeira prateleira: Como essa é a região mais refrigerada, o ideal é colocar nela alimentos que são mais perecíveis, como iogurtes, sobremesas, frios e requeijão. Ou comidas já prontas, como uma torta ou um arroz, sempre em um recipiente de vidro ou de plástico e nunca dentro da própria panela.
  • Prateleiras seguintes: Nas prateleiras seguintes, vale colocar outros alimentos, dentre eles os crus, como carnes, aves e pescados. Para evitar a contaminação cruzada, não devemos colocar os alimentos crus junto com os cozidos, já que o cru pode passar alguma bactéria para os cozidos. Fora o problema de odor, já que o cheiro da comida também acaba se misturando.
  • Gavetão: A parte mais baixa do refrigerador é a região menos fria e, por isso, a mais indicado para armazenar frutas, verduras e legumes. Esses alimentos devem ser guardados dentro de sacos plásticos transparentes e nunca dentro da embalagem de origem. A embalagem do supermercado traz contaminação para o ambiente da geladeira. Fora que ao colocar em uma embalagem apropriada a durabilidade do produto também aumenta.

Outra dica de organização para manter a geladeira em dia é, ao chegar do supermercado, lavar todas as embalagens antes de guardá-las. Para não contaminar a geladeira, o ideal é higienizar com um Pano Resist da Spontex umedecido com água e álcool as latinhas e embalagens antes de armazená-las.

Fonte: UOL

3 dicas para deixar a cozinha nos trinques!

O coração da casa precisa estar funcionando perfeitamente bem!

Organizar a cozinha é uma tarefa um pouco desgastante, mas muito compensadora. Sabe aquela sensação de alívio depois da limpeza?

Cada casa tem uma personalidade e uma rotina, mas separamos alguns passos que funcionam:

  • Primeiro passo: Tire tudo de dentro dos armários, das prateleiras e da bancada. Depois, faça aquela limpeza usando a nossa Esponja Suave com um pouco de detergente neutro;
  • Segundo passo: Coloque novamente nos armários somente o que você usa com frequência. O segredo de uma cozinha funcional é a praticidade. Tenha somente aquilo que você usa e mais nada. Os excessos, como aquelas maquininhas que fazem coisas bem específicas que usamos esporadicamente, devem ser guardados em caixas organizadoras. Tenha a sua vista somente o que usa diariamente para manter tudo sempre no lugar;
  • Terceiro passo: Setorize tudo e deixe todos os objetos das mesmas famílias juntos em um único local. Criar setores para cada objeto facilita na hora da busca, ainda mais se tudo estiver etiquetado. Deixe sempre os objetos usados diariamente em fácil acesso, em altura compatível e com bastante acessibilidade.

Bicarbonato de sódio para limpar a cozinha

Em um toque de mágica tudo fica limpinho!

O bicarbonato é a dica da vida! Aquela receitinha da vovó para limpar cada cantinho da casa. E o melhor: é uma solução ecológica e prática para manter o seu lar sempre limpinho.

O bicarbonato de sódio é bactericida e por isso é muito eficaz em tirar odores e manchas criadas por mofo. Além disso, tira muito bem gorduras, é barato e pode ser encontrado em farmácias e mercados.

Veja como usá-lo em sua cozinha:

– Lavar pratos, panelas e frigideiras: Adicione 2 colheres de sopa cheias de bicarbonato de sódio ao seu detergente de costume, para ajudar a reduzir a gordura e alimentos nos pratos, panelas e frigideiras. Para panelas com comida presa, deixe de molho com bicarbonato de sódio, detergente e água em primeiro lugar. Use bicarbonato de sódio seco em pó numa esponja ou em um pano limpo e úmido para evitar arranhões;

– Limpar o micro-ondas: Polvilhe bicarbonato de sódio em uma esponja úmida e limpe suavemente dentro e fora do micro-ondas. Enxague abundantemente com água;

– Ralo entupido: Acabe com a gordura que se acumula no encanamento da pia da cozinha e que pode causar entupimentos. É fácil: mensalmente, coloque no ralo 1/2 xícara de chá de bicarbonato, seguido de 1 xícara de chá de vinagre. Espere a espuma da reação química diminuir e então enxágue com água quente;

– Para higienizar: O bicarbonato de sódio é um bactericida e você pode empregá-lo para lavar tábua de carne, cascas de frutas e legumes, pias, cesto de lixo e fogão.

 

E não se esqueça, sempre use luvas na hora de fazer a faxina. A Spontex tem uma para exatamente o que você precisa. Veja em nosso site.

Limpeza profunda nos armários da cozinha

A cozinha é o coração da casa, não é mesmo? Então ela precisa ficar sempre nos trinques!

Ao limpar os armários da cozinha, prefira sempre começar de cima para baixo. Por isso, as superfícies e os armários devem ser seus primeiros alvos!

Em primeiro lugar, retire tudo que estiver nos armários e nas gavetas.

Depois, use o Pano Resist da Spontex umedecido com álcool. Para limpar as portas dos armários, você pode primeiro esfregá-las com uma Esponja Suave da Spontex com água quente e sabão, a fim de amolecer a sujeira antes de passar o pano com o limpador. ATENÇÃO: portas de madeira maciça exigem o uso de um produto de limpeza específico.

Se os puxadores dos armários estiverem particularmente engordurados, remova-os e coloque-os em uma bacia com água quente e detergente antes de limpá-los. Depois, você pode passar um lustrador de metal ou madeira para dar um novo brilho aos puxadores!

Após guardar tudo novamente em seu devido lugar, passe o limpador multiuso nas bancadas e nos azulejos da cozinha e seque-os com um pano limpo.

Reaproveitando alimentos

Nada pode ser desperdiçado, principalmente na cozinha.

Diariamente 39 mil toneladas de alimentos são destinadas para o lixo, quantidade suficiente para alimentar cerca de 19 milhões de pessoas com as três principais refeições diárias.

Pensando em evitar o desperdício, é necessário buscar alternativas para o reaproveitamento dos alimentos que sobram das refeições.

Veja algumas ideias que você pode economizar até 20% do seu orçamento:

  • Arroz: as sobras de arroz podem virar um bolinho, lasanha de arroz, arroz de forno ou risoto;
  • Feijão: sobrou feijão? Que tal fazer um delicioso tutu? Outras opções são: Feijão Tropeiro e Sopa de Feijão;
  • Frango: todos os pedaços podem ser desfiados e reutilizados em tortas, pizzas, risoto;
  • Pão duro: você pode batê-lo no liquidificador e preparar uma farinha de rosca. Torradas e bolinhos de carne feitos com pão também ficam deliciosos!
  • Cascas: as cascas de melão, melancia, abacaxi, jabuticaba, banana e laranja podem virar uma deliciosa geleia.
  • Sementes: as sementes das frutas e legumes também podem ser reaproveitadas. Ao triturá-las no liquidificador e misturá-las com linhaça, é possível fazer uma farofa rica em fibras, vitaminas e minerais. Outra opção é torrá-las no forno e usá-las como lanches rápidos, nutritivos e saudáveis durante o dia.

Fonte: Akatu

Limpando o forno

Saiba como deixá-lo limpinho, limpinho!

É comum limparmos o fogão com mais frequência e nos esquecermos do forno. É por isso que separamos algumas dicas para você:

Primeiro, coloque em suas mãos uma Luva Protector da Spontex, pois você vai precisar de uma que tenha material resistente. E ela é perfeita! Depois, remova todas as grelhas móveis de seu forno antes de começar o trabalho. Essas prateleiras podem ser mergulhadas em um recipiente com água morna e detergente comum e depois enxaguadas e secas.

Depois será a vez de remover os excessos de resíduos de alimentos. Aplique o limpa-forno no interior do forno. Cubra apenas a base, as laterais e o painel da porta. Certifique-se de cobrir todas as partes uniformemente. Use uma escova, se necessário. Evite aplicar o produto à vedação e a outros elementos da porta. Deixe a solução agir. Feche a porta do forno e deixe o produto agir por aproximadamente 30 minutos. Os produtos químicos e os óleos da solução vão quebrar as moléculas de gordura, facilitando sua remoção.

Utilize uma escova de cerdas médias para esfregar toda a área, exceto os componentes do ventilador. Observe com atenção as áreas problemáticas, como o interior da porta e a base do forno. Retire o excesso de solução e resíduos utilizando um tecido lavável. Pode ser necessário enxaguar o tecido várias vezes para evitar que a sujeira se espalhe pelo forno.

Prontinho, forno quase novo para as suas aventuras na cozinha!

Mini chefs de cozinha

Para finalizar as férias da criançada com estilo, que tal colocá-los para botar a mão na massa? E desta vez literalmente!

Uma ajudinha na cozinha sempre é bem-vinda, em tom de brincadeira então é perfeito para e deixar os pequenos super animados.

Eles podem ajudar em quase tudo com a supervisão de um adulto, mas os maiores cuidados na hora de cozinhar são: manter sempre as facas longe do alcance dos pequenos e se a receita tiver que ir ao fogo, é melhor que o adulto faça ou acompanhe o procedimento com muita cautela.

De resto vale deixar sujar e fazer muita bagunça!

Lá vai uma ideia de receita bem fácil e de algo que é unanimidade entre os pequenos: pão de queijo!

Vocês vão precisar de:

– 200 g de parmesão ralado fino

– 200 g de polvilho azedo

– 40 ml de óleo de girassol

– 100 ml de água

– 1 ovo

– Sal a gosto

Ferva a água com o óleo, jogue a mistura no polvilho e com supervisão peça para a criança mexer com uma colher ou espátula. Quando amornar, peça para a criança adicionar o queijo, sal e ovo, misturando com as mãos até formar uma massa homogênea.

Depois peça que ela faça as bolinhas do tamanho que desejar, e você leva-as para assar por aproximadamente 30 minutos em forno a 170 graus.

Prontinho! Ai vale passar manteiga, requeijão… o que a criançada gostar!

Organizando a Geladeira

Esta não é uma medida supérflua, é sim uma questão de saúde,

Muitas pessoas têm o hábito de manter a geladeira bem cheia, porém a visível fartura pode significar desperdício e uma possível intoxicação alimentar.

Pois o excesso de itens pode fazer com que alimentos sejam esquecidos e se deteriorem ou estejam em locais inadequados para a sua perfeita conservação e futuro consumo.

Ou seja, não vemos facilmente os indícios de que um alimento está estragado não são visíveis, portanto, é preciso se prevenir armazenando-os adequadamente e tendo controle da validade, no caso de produtos industrializados.

Veja algumas dicas para melhorar isso:

  • Ovos: Os ovos não devem ser retirados de sua caixa original, nem lavados antes de serem colocados na geladeira. A caixa de papelão é o material ideal para perfeita conservação deste alimento, que deve ser lavado somente no momento do uso.
  • Leite e laticínios: Para esses produtos não azedam precisam ficar nas prateleiras mais frias da geladeira, geralmente as de cima, para evitar a fermentação.
  • Legumes, verduras e frutas: Para os legumes e verduras permanecerem frescos por mais tempo é preciso conservá-los com um pouco de umidade. Por isso a gaveta de vegetais é o local perfeito na geladeira para guardá-los. Mantê-los em sacos plásticos, frouxamente amarrados e não os lavar antes do uso são também boas medidas
  • Embutidos: Os embutidos, assim como os potinhos com sobras de alimento que têm alta rotatividade são alimentos que podem ficar nas prateleiras menos frias da geladeira. Pois, eles contam com altos níveis de substâncias conservantes, sendo mais difícil deterioração.
  • Condimentos: São geralmente ricos em vinagre e sal, que são conservantes naturais. Portanto, ketchup, maionese, temperos para salada, azeitonas e conservas de picles ou palmito, por exemplo, podem ficar na porta da geladeira.

Fonte: Vida Organizada

Limpando peças de inox

Saiba como deixar tudo brilhando!

O aço inox está presente em vários objetos da casa, como panelas, travessas e eletrodomésticos. É um material resistente e fácil de lavar, mas isso depende muito de seu uso.

É comum que objetos de aço inox fiquem manchados ou escurecidos. E isso não é motivo para se preocupar, pois não é difícil dar brilho novamente ao aço inox. Para lavá-lo, basta usar sabão ou detergente neutro e água e uma Esponja Suave da Spontex, que não risca o utensílio.

Para remover manchas de alimentos queimados e de gordura, que são consideradas leves, faça uma pasta usando bicarbonato de sódio dissolvido em álcool e aplique na peça. Depois, use a Esponja Suave para esfregar a superfície do aço inox, sempre no sentido do polimento do utensílio. Enxágue com bastante água e deixe secar.

No caso das manchas mais difíceis de serem removidas, a dica é fazer uma pré-imersão em detergente morno ou quente e água e seguir o mesmo procedimento indicado para as manchas mais leves. Se isso não for suficiente para remover as manchas das peças de inox, recorra aos produtos de limpeza, como removedores à base de soda cáustica. Não se esqueça de secar muito bem as peças com um pano macio para evitar marcas d´água