Combatendo a umidade no banheiro e cozinha

Essas são as partes mais afetas das casa, veja como prevenir e tratar.

Paredes mofadas, bolhas na tintura e aquele escurinho no rejunte são sempre surpresas nada agradáveis!

O acúmulo de umidade em casa é um problema que pode ser causado pelo material com o qual ela foi construída, o impacto do clima e a falta de ventilação dos espaços, entre os cômodos mais afetados estão banheiro e cozinha.

No banheiro vale prestar atenção no teto, que fica escuro devido ao mofo e com os rejuntes dos azulejos, que também podem acumular fungos. A principal forma de evitar o aparecimento desses inquilinos é ventilar o ambiente. Depois do banho, abra a janela e porta, certo? Caso o mofo apareça, deve-se imediatamente limpá-lo, ou ele pode se espalhar nos rejuntes e no teto. Utilize uma Esponja Suave com água e sabão neutro. Nos rejuntes dos azulejos, a mesma fórmula funciona.

Já na cozinha o vapor das panelas é o grande vilão. Ele pode tomar conta do ambiente, principalmente aos espaços próximos do fogão. O ideal é deixar as janelas da cozinha sempre abertas durante os processos de cozimento. Aqui o procedimento é o mesmo feito no banheiro.

Quando for o caso de o mofo impregnar, será necessário tomar medidas mais drásticas, como descascar, lixar e passar produtos impermeabilizantes, use também tinta antimofo, mais uma opção de prevenir o problema.

Porém o principal combate da umidade é a combinação ventilação e iluminação. Abra as janelas da casa e deixe o ar e o sol circular pelas peças, assim, há menos chances da umidade se acumular e de aparecerem bolhas, mofos e manchas em sua casa.

Fonte: Melhor com sua Saúde/ Gaucha ZH

7 dicas para evitar alergia

Às vezes poucas mudanças trazem grandes resultados

As alergias estão presentes na vida de muitos e diversos fatores podem desencadeá-las: alterações climáticas, estresse, contato direto com ácaros, fungos, poeira e mofo, e esses últimos estão presentes em toda a casa.

Para evitar crises de tosse, espirros, coceira e dificuldades de respirar, determinadas mudanças nos hábitos de limpeza, na arrumação e faxina são fundamentais para um ambiente mais saudável.

Veja algumas dicas:

  1. Prefira o aspirador de pó e panos úmidos na hora de limpar o pó;
  2. Troque produtos químicos de odor intenso por detergentes biodegradáveis ou álcool;
  3. Elimine os amaciantes de roupa e sabão em pó comum, substitua-os pelo sabão de coco líquido, em pó ou em barra;
  4. Não se esqueça de usar luvas quando tiver contato com produtos de limpeza, conheça nosso portfólio aqui;
  5. Deixe os cômodos bem arejados para circular o ar;
  6. Substitua as cortinas de pano por persianas, juntam menos pó;
  7. Se puder, opte por purificador de ar. É uma forma extremamente eficaz para remover pólen, pelos de animais, poeira e outros inimigos dos alérgicos.

Você toma essas atitudes? Tem alguma dica diferente? Conta pra gente!

Fonte: Limpeza com Zelo/ Veja/ Terra

Dedetização não é tudo igual, sabia?

Descubra o melhor processo para o seu caso

Se tem uma coisa que incomoda são bichinhos que se proliferam pela casa, não é mesmo? Ratos, formigas, cupins, baratas… eles não são visitas muito desejáveis. Esses animais causam grande incômodo quando há uma proliferação, além de alguns deles serem transmissores de doenças como, por exemplo, o aedes aegypti.

Para acabar com esse problema, existem alguns tipos de dedetização feitos por empresas especializadas. Assim você terá a garantia que o serviço será feito de forma segura tanto para as pessoas quanto para os pets da casa.

E você sabia que existem algumas classificações para esse serviço? Muita gente acha que dedetização, desratização e descupinização são a mesma coisa. Mas a realidade é que para cada tipo de situação, seja um problema com rato, cupins ou outros insetos, o serviço muda, alterando assim os termos também. A dedetização serve para terminar o seu problema com insetos em geral. A desratização, para os ratos. E a descupinização, para cupins. Também há serviços para controle de morcegos e pombos, porém, vale lembrar que é proibido matar esses animais por lei.

Antes de decidir a empresa, cheque se ela possui um profissional técnico legalmente habilitado, qualificado e presente nas rotinas de trabalho para atender as necessidades que procura. Verifique também se a empresa possui as certificações necessárias, inclusive se está dentro das exigências da Anvisa e é associada à APRAG (Associação dos Controladores de Pragas Urbanas). Além, claro, de buscar referências de outros clientes que utilizaram os serviços, evitando assim transtornos e dores de cabeça.

Fonte: Polinseto/ Insetan/ Império Dedetizadora

Como limpar vidros

Deixe os vidros e os objetos da sua casa brilhando

Por serem transparentes, os objetos de vidro precisam estar sempre brilhando. Um pouquinho de poeira pode transformar toda aquela elegância em sinal de desleixo.

Na hora de limpar, por ser um material delicado, é comum ficar com medo de arranhá-lo, quebrá-lo ou estragá-lo. Por isso é preciso mesmo uma atenção a mais no momento da faxina.

Veja algumas dicas:

– Evite a limpeza em horários em que o sol esteja forte, pois faz com que alguns produtos se sequem de maneira forçada, causando manchas e desgaste;

– Escolher o material adequado é essencial! A Spontex tem um pano específico para essa função. O Pano Microfibra Vidro é macio e tem uma textura em forma de favo de mel que captura o pó perfeitamente;

– Com o Pano Microfibra Vidro não é necessário usar produto adicional, mas se você é daquelas que só fica satisfeita com o cheirinho de limpeza, esta receita é ótima: 5 litros de água, 1 colher de sopa de álcool e 1 colher de sopa de vinagre.

– Se os vidros estiverem muito sujos e engordurados, opte também pela Esponja Suave com poucas gotinhas de detergente neutro para deixar a superfície lisinha.

Lembre-se: na hora de esfregar, siga numa direção e depois inverta o sentido.

Fonte: Vix/ Meu Porto Seguro

Organizando o cantinho da bagunça

Vamos facilitar nossa vida!

Todo mundo tem um quartinho, um armário ou um espaço que seja dedicado exclusivamente para coisas que não usamos todos os dias, o famoso cantinho da bagunça!

Tem quem guarde miudeza, utensílios de limpeza, ferramentas, escadas, roupas de ocasiões específicas. E quando queremos achar qualquer um desses itens é uma luta! Sem contar na dificuldade de limpeza!

Vale a reflexão: você está guardando coisas desnecessárias? Pense bem, não guarde objetos por carregarem valor sentimental ou para serem usados no futuro. Só nesta ‘’limpa’’ já irão caixas e caixas de desapegos.

Veja algumas dicas de como deixar o seu cantinho mais prático:

– Para a área de limpeza:

*Utilize um suporte para sacos de lixo, como se fosse um suporte para papel higiênico, sabe? Uma mão na roda para o dia a dia;

* Crie recipientes para armazenar os recicláveis. Pode ser com aqueles caixotes de feira mesmo. Você pode decorar como preferir, e facilita na hora de encaminhar para descarte correto.

* Utilize um balde para guardar a mangueira enroladinha. Porque ninguém merece ficar tropeçando em mangueira toda vez!

– Para a área de ferramentas

* Prateleiras são a alma do quartinho da bagunça, use e abuse delas!

* Use frascos de plástico, como aqueles potes de requeijão e maionese, que são transparentes e podem facilitar na procura por algo. Além de poder fechá-los, o que evita de derrubar vários preguinhos pelo ambiente, por exemplo.

* A escada por ser um item que usamos poucas vezes, pode ser dobrável e pendurada na parede. Use aqueles ganchos de pendurar bicicleta, fica perfeito.

– Outros objetos

*As compras do mês podem ser colocadas em cestas ou arrumadas em caixas organizadoras.

* As cestas também são ótimas paras as roupas. Separe-as por cores, uma para roupa suja colorida, outra para roupas pretas, outra para roupas brancas. Se não tem tanta gente na sua casa, uma para roupas para lavar e outra para passar.

Conta pra gente depois!

Fonte: Tu organizas/ Tudo interessante

8 truques para deixar a sua casa perfumada

Como deixar os cantos da casa, o tapete e até as gavetas cheirosas? Veja nossas dicas!

Quem não gosta de chegar em casa e sentir um cheirinho bom de limpeza?

Nós separamos algumas dicas para te ajudar a deixar o seu lar sempre cheiroso:

– Carvão vegetal: é muito eficaz para neutralizar odores fortes, principalmente em ambientes muito úmidos. Serve, por exemplo, para gaveta de meias. Renove de vez em quando, já que seu efeito é temporário;

– Misture água com amaciante de roupa: Se a sua casa está cheirando mal depois de fritar alguma coisa, um bom truque é esquentar água em fogo médio com um pouco de amaciante de roupa. O cheiro de fritura vai embora rapidamente e o bom aroma do amaciante fica no lugar;

– Não se esqueça das plantas: Gardênias, gerânios e orquídeas são ótimas alternativas para aromatizar ambientes de forma natural;

– Ventile a casa todas as manhãs: A ventilação da casa é muito importante! 10 minutos são suficientes para renovar o ar e eliminar qualquer cheiro ruim.

– Use um purificador de ar: Claro que esta opção não é muito barata, mas ajuda a eliminar cheiro ruim e agentes contaminadores. Uma opção mais barata é fazer você mesmo de forma caseira, por exemplo, coloque um pedaço de algodão embebido em essência de baunilha.

– Use com o aspirador de pó: Mergulhe uma bola de algodão em um perfume e insira-a no saco do aspirador de pó. Enquanto você aspira, o cheiro será liberado no ambiente aos poucos.

– Misture com vodca: Você pode criar seu próprio spray de ambiente misturando uma xícara de água com duas colheres de sopa de vodca e 25 gotas de óleo essencial.

– Polvilhe bicarbonato de sódio no carpete ou tapete: Polvilhe uma caixa de bicarbonato de sódio no carpete ou tapete e deixe agir por 30 minutos. Em seguida, passe o aspirador de pó.

Fontes: Casa (Revista Abril)/ Portal Incrível/ Como fazer em casa

6 Revestimentos que facilitam a limpeza da casa

Vai fazer uma reforma? Escolha opções de materiais que ajudem futuramente!

A escolha de materiais adequados permite que a sujeira não fique impregnada nas paredes, chão e outros ambientes. Muitas pessoas trabalham o dia inteiro e praticidade é palavra chave quando chega em casa.

Então, eleger os materiais certos para colocar em casa ajuda a diminuir as horas gastas em limpeza e permite mais tempo livre para cumprir outros compromissos e para o lazer.

  • Piso da sala: O piso vinílico é perfeito para este ambiente, este revestimento apresenta boa tolerância à água e produtos químicos.
  • Pisos para cozinha: O piso porcelanato fica bem na cozinha, tanto pelo visual estético quanto pelo funcional, já que é um material fácil de limpar. Pode ser utilizado produtos de limpeza sem danificado e apresentar problema com a umidade.
  • Bancada da pia da cozinha: O granito é mais fácil de limpar do que o mármore. É mais difícil de ter fissuras e romper com facilidade. Além de granito ter cor mais escura é mais adequado, pois não mostra tanta sujeira enquanto tem um aspecto visual legal.
  • Banheiro: Por causa do vapor, o ideal é optar por peças maiores que sejam retificadas. É recomendado revestimentos em cerâmica e porcelanato.
  • Quintal: É importante escolher um piso para o quintal e piso para garagem que não seja escorregadio. Peças cerâmicas, granelites e tecnocimento, que é um cimento queimado, são interessantes para esta área. É importante estar atento ao índice de resistência de atrito.
  • Tinta: A parede também precisa de cuidado especial, é recomendado o uso de tinta acrílica, pois é bastante resistente à água, portanto não fica danificada na hora de ser limpa.

Estender a roupa dentro de casa

Não tem quintal grande? Ou não tem lavanderia que possa estender as roupas? Ou está chovendo sem parar na região que você mora?

Estender a roupa em casa pode representar um risco para a nossa saúde devido à quantidade de umidade que é gerada pela roupa molhada, especialmente no que se refere a pessoas que têm doenças respiratórias.

Por esse motivo, devemos fazer isso com o máximo de segurança para evitar colocar em risco a nossa saúde.

Veja algumas dicas:

– A primeira coisa para providenciar é um varal de chão, aqueles que vendem em lojas de departamento. São fáceis de ser guardados quando não forem necessários. O ideal é que sejam de aço inoxidável ou plástico;

– Em sua casa deve encontrar um local que seja livre de umidade e bastante arejado, para evitar que a umidade da roupa molhada se espalhe. O ideal também é que seja num espaço que não utilize com muita frequência (evite quartos e a sala);

– Na hora de estender a roupa dentro de casa, primeiro agite as peças de roupa, uma a uma, de forma a retirar o excesso de água. Em seguida, coloque nos varais do meio as peças pequenas, como roupa íntima. Os varais externos use-os para roupas de tamanho médio, como camisas finas, de algodão ou poliéster. As peças de roupa mais pesadas e maiores, como calças e toalhas grandes, deverão ser colocadas nas laterais. Evite colocar as peças de roupa muito próximas umas das outras, deixe um espaço entre elas para que o ar circule e sequem mais rapidamente, caso contrário, pode gerar mau odor.

– Outra dica: quanto mais esticadinha a roupa estiver no varal, mais fácil será para passar (e para alguns tecidos isso nem será necessário);

– Ah, e claro, nada de estender roupas nas grades de trás da geladeira e freezer! Isso pode causar no mínimo um incêndio, ou seja, não é nada seguro.

7 dicas para usar o sal na limpeza doméstica

Você nem imagina o quanto vai te ajudar!

Em relação à alimentação, o sal deve ser consumido com moderação, mas para limpeza, pode ser usado largamente, principalmente o sal grosso.

Por incrível que pareça, o uso do sal na limpeza doméstica é uma prática sustentável, barata e eficiente. Dê uma olhada nas dicas:

  1. Para deixar um metal brilhando: Utilize partes iguais de sal, farinha de trigo e vinagre. Depois, misture os três ingredientes e aplique sobre o metal;
  2. Nas panelas gordurosas: Adicione um pouco de sal e depois use um pedaço de papel para limpar. Após isso, siga com a lavagem normal;
  3. Quando quiser eliminar o cheiro de comida do forno: Prepare uma mistura com sal e canela. Com o forno quente, borrife a mistura na parte de cima e de baixo deste. Espere o forno esfriar e tire as manchas com um Pano Resist úmido;
  4. Para tratar as manchas de mofo em tecidos: Faça uma pasta de partes iguais de sal e suco de limão. Aplique a pasta sobre a mancha, e depois deixe o tecido secar sob o sol. Em seguida, siga com a lavagem normal;
  5. Lençóis amarelados ou desbotados: Seus lençóis amarelados ou desbotados podem voltar a ser branquinhos. Para tanto, adicione a uma panela grande 5 colheres de sopa de sal e uma de bicarbonato de sódio. Coloque os lençóis dentro da panela e deixe ferver por 14 a 30 minutos. Depois tire os lençóis e os lave com água fria;
  6. Calçados com mau cheiro: Insira um pouco de sal nos calçados com mau cheiro para eliminar o odor. Para eliminar o cheiro das mãos, após lavar com água e sabão, você também pode esfregar os dedos com uma combinação de sal e vinagre;
  7. Dar brilho às torneiras cromadas: Misture duas colheres de sopa de sal com uma colher de chá de vinagre e use para dar brilho às torneiras cromadas.

Ahhh, e não se esqueça de sempre usar luvas para proteger suas mãos na hora da limpeza, certo?

Conheça a nossa linha de luvas domésticas aqui!

5 cuidados com pisos laminados

Porque cada detalhe da nossa casa é importante, inclusive o chão!

O piso laminado é sinônimo de conforto e praticidade, mas exige cuidado especial para conservar a beleza do revestimento. Veja estas dicas:
  1. Para começar a limpeza do seu piso, retire o excesso de pó e sujeira com uma vassoura de cerdas macias. Depois, aplique um copo de álcool para 1 litro de água e sabão neutro, umedeça um pano e passe diretamente na área suja.
  2. Se tiver alguma sujeira pontual, o ideal é usar uma Esponja Suave da Spontex com um pouco de detergente líquido neutro.
  3. Depois de deixar o seu piso laminado limpo, você precisa ficar atenta a outros modos de conservação. Como, por exemplo, não arrastar os móveis, principalmente durante a limpeza. Se precisar mudar algo de lugar, proteja os pés e bases com feltro ou borracha para evitar o aparecimento de riscos e manchas.
  4. Nunca utilize material cortante ou abrasivo, cera ou enceradeiras elétricas, esponja de aço, lixa ou produtos à base de silicone, pois promovem a formação de uma camada de gordura sobre o piso, que irá dificultar sua limpeza.
  5. E, se for fazer alguma obra ou pintura, cubra o seu piso laminado com papelão para não ocasionar riscos.

Mãos à obra!