Como identificar abuso de um idoso

Abuso físico, psicológico e até financeiro podem abalar muito a vida de uma pessoa

Em qualquer idade, as pessoas merecem respeito, imagine então aquelas que já viveram tanto? Os idosos ficam mais vulneráveis e muitas vezes dependentes de outras pessoas, que acabam se aproveitando dessa situação fragilizada.

O abuso de idosos é mais comum que podemos imaginar, e esta violação dos direitos humanos levou a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPEA) instituírem o dia 15 de junho como o Dia Mundial de Conscientização da Violência à Pessoa Idosa.

Como existem muitas formas de abuso, saiba mais sobre o assunto abaixo. Talvez você possa ajudar alguém que está precisando:

  • Abuso emocional: Ocorre quando alguém afeta de maneira psicológica a pessoa idosa, de maneira verbal ou não-verbal, com gritos e ameaças a um idoso, ou humilhação e intimidação.
  • Abuso por negligência: Ocorre quando o cuidador (entende-se aqui como filho, enfermeiro, responsável pelo idoso) falha em cumprir suas obrigações. Neste caso, vale reparar se o idoso não está se alimentando direito ou se está sendo medicado corretamente ou se não é possível manter a higiene do próprio idoso e do lugar que ele vive.
  • Abuso financeiro: Aqui é identificado pelo uso sem aprovação e ilegal dos fundos e propriedades da pessoa idosa. Isso pode ser feito por um cuidador, um membro da família ou uma terceira parte. Existem muitos tipos de abuso financeiro, todos que envolvem pegar coisas do idoso sem sua permissão, sejam bens, posses ou dinheiro. Como usar o cartão de crédito, documentos ou fazer um falso investimento para pegar o dinheiro da pessoa idosa.
  • Abuso social: Ocorre quando um idoso é mantido isolado da interação com as outras pessoas. Ou seja, confinar o idoso a uma certa área ou local, ou proibir de ver outras pessoas, até o simples impedimento de usar o telefone, internet ou outro meio de comunicação.
  • Abuso físico: O mais visível dos abusos envolve danos físicos ao idoso, que acontece quando a força é usada para puni-lo de alguma forma. Bater, dar tapas ou chutar o idoso e usar cordas ou fios para limitá-los.

Caso suspeite que uma pessoa idosa está sendo abusada, não tenha medo de denunciar! Existem alguns números e serviços que podem ser contatados, muito são feitas de forma sigilosa, veja algumas opções:

– Os Conselhos Estaduais para a Defesa da Pessoa Idosa

– A Secretaria Nacional de Defesa dos Direitos Humanos: Disque 100

– Centros Locais de Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa

– Dique Denúncia: Disque 181